sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Querer, o verbo que provoca.


"Para seduzir, olhar. Para divertir, bobagem. Para o carro, devagar! Mas para enfrentar, coragem." Ana Cañas

Sabe que de vez em quando eu queria mesmo era o mundo?
Mas outrora me contento apenas com meu quarto.

Quero mais vida, mais espontaneidade nas pessoas.
Menos roteiro, mais o inesperado.

Quero sentir verdade no olhar.
Talvez singelo, talvez penetrante,
talvez tímido, talvez ávido.

Quero mais papel, caneta e idéias.
Mais música, mais arte.
Quero mais letras de Nando Reis,
melodias de Vanessa da Mata
e o ritmo forte dos tambores baianos.

Quero mais frio e chalé, calor e praia.
Quero estar solto do teu lado, sozinho preso em mim.
Quero mais contradições que se completam.

Quero tudo que é leve e romântico.
Tudo que é provocante e sedutor.
Quero mais tudo que se puder querer,
mas nem tudo que se pode ter.

Quero viver no meu compasso de vida,
com mais liberdade para ser próprio!

Quero mais é deixar o barco tocar,
com as variações de intensidade necessárias
e com o desejo de ver além do que é!

Texto de Patrick Moraes

Um comentário:

Bєηjαмiη disse...

Procurando tudo que sirva para deixar aqui , dentro das contradições que somos ...
Vc sempre nos surpreende e sem dúvidas com tanta idas e vindas suas , das quais conheço poucas , ainda , vc trilha o caminho 'certo' para este momento ...

Menino que se mostra mais e mais em conversas banais e textos magistrais...