quarta-feira, 3 de setembro de 2008

E chegou o dia!


"Vamos começar colocando um ponto final. Pelo menos já é um sinal de que tudo na vida tem fim." Paulinho Moska

Mudança, a vida exige uma certa dinâmica. É saudável, faz com que possamos crescer, explorar novos horizontes, ampliar visões, mas sem perder a essência. E assim será!

Arrumar as malas é sempre reviver bons tempos em cada objeto guardado. Aquele porta-retrato sob a estante mostra amizades que um dia foram ditas eternas, mas que o tempo tratou de afastar os destinos. Com certeza o amor fica no coração, apertado a cada dia com a saudade. Dentro da gaveta um livro, crônicas de Drummond citando magestralmente palavras não usadas convencionalmente. O grande valor está no verso da capa, com letras autênticas de um avô que jamais será esquecido. A caixa verde vai junto, dentro dela as melhores composições já escritas pra mim. Cartas, bilhetinhos, mensagens de carinho, de amor, marcada individualmente no tempo.

Mas a grande lembrança que carrego é a memória de tudo que vivi naquela cidadezinha de interior. Cada segundo que passei ao lado de pessoas incríveis. Cada confusão que provoquei, as armadilhas que tropecei, os amores que deixei. Mas isso tudo é aprendizado, é fase e passou. Passou pra passar uma nova, que em breve passará. O grande barato disso tudo é aproveitar e ver em cada simples sorriso a vontade de rir também.

Bem-vinda vida nova.

Texto de Patrick Moraes

3 comentários:

Calleo disse...

lindo primo... muito lindo esse texto *-*
abraço

Hannah disse...

Porque mesmo longe vc consegue me emocionar!! Lindo cumpadree! =D
=**

Bєηjαмiη disse...

Nesse mundo , descobrimos pessoas e, sobretudo, sua essência... Quando menos espero encontro alguém que leva o mundo inerente a si... Escrevendo com coerência...
Com as mãos solta pensamentos... que nos tocam através de olhos leitores...
As palavras vêm à cabeça, porém não as disponho em ordem lógica , não lógica diante do exterior , mas numa mistura que para mim faz todo o sentido...

Bom , descobrir palavras suas ... rapaz!