quinta-feira, 7 de maio de 2009

Será que tá afim?


"Eu sinto a falta de você, me sinto só e aí será que você volta?" (Vanessa Rangel)

Os apertos, os tropeços, os amores. Cheguei a escrever que a corda estava esticada demais e o esforço pra não soltar ela estava enorme. Guardei. E hoje seguro com mais força do que nunca. Vale a pena fazer guerra, enfrentar desafios e ter o teu abraço como recompensa. Vale a pena sentir teu cheiro depois de meses ouvindo no máximo sua voz. Quero compensar tudo que perdemos longe quando te vejo. Quero saber te fazer feliz da forma mais intensa. Quero corresponder a tanto carinho, a tanto amor.

Tô afim de amor antes de tudo. Afim de querer querer contigo. De andar junto pelo shopping, de pegar um cineminha no meio da semana só pra ouvir você repetir as frases do filme. Sentar contigo na praça ali em frente e perceber que os olhares alheios não me interessam tanto. Admirar o sorriso que me faz apaixonar e morder teu pescoço sabendo que você vai no céu com isso. Tô afim de encarar isso como uma verdade minha, como uma proposta de felicidade, um caminho de realização. De ser abraçado debaixo da coberta e falar no seu ouvido 'te amo', só pra você não esquecer. Escrever no espelho embaçado uma declaração bobinha, mas que consiga arrancar um riso seu. Chorar pensando que amanhã acaba, mas entender que continua algo bem mais valioso. E quando pensar que acabou, me dar conta de que só está começando. Tô afim de arrancar suspiros com a gente, de irradiar felicidade.

Afinidade, estímulo, vontade de seguir. Caminhar longe, mas de corações trocados. Você cuida do meu e eu cuido do seu. Porque nem vale a pena destrocar, ele só encontra felicidade em suas mãos. Enquanto a regra entedia no comum, a exceção da minha vida se faz em você.

Texto de Patrick Moraes

10 comentários:

Calleo disse...

e ser um mero espectador desse filme de amor, não tem preço! :P

tassio88 disse...

Com um texto desse
eu nem ousaria me perguntar
"Será q tá afim?"
a resposta é muito óbvia!
vc realmente possui o Don de usar as palavras, mas acima disso, possui o don de saber amar!

Seus textos me encantam

Confesso que meus olhos encheram de lágrimas *-*

Parabéns Trick...

Se para toda regra existe uma exceção ....seja a exceção!

Abração!

Érian disse...

q bonito texto caro colega!
me arrepiou...

- Danniel - disse...

Sem palavras, só: amei o texto!

woodstock disse...

ohhh... the joys of love.
lucas adorou isso, darling, apesar de lucas ser amargo o suficiente...

ótimo blog; você realmente tem o dom de escrever.

~{★daniєlvictσя} disse...

Nhoooooooo, que beautiful, amiigo!

Super amei! *-*

Amo ler seus textos. Quando vejo que vc atualizou A Gangorra nem penso duas vezes e clico logo aqui. hahahaha

Sucesso! =]

Mário Ribeiro disse...

Do jeito que só vc sabe fazer.


Parabéns Trick!

Juliano disse...

Quando se escreve com sentimentos
se entende com a alma!


Parabéns pelo texto ;D

Darlan Rocha disse...

Sentir e "soltar pra fora" é o que há (e sempre será).

Bєηjαмiη disse...

absurdamente, pertubador, tanta calma e singeleza que se encontra num texto desse daqui... e organicidade doida essa ... e meus olhos brilham de tão bonito que se pinta esse quadro de fundo cinza e contornos coloridos.

amei amei... sabe ...
repetido como as batidas de coração , mas que a batida 'mesmamente' nova irradia o desejo de querer viver sempre e mais.